Prática

Entre trabalho, família, amigos e compromissos sociais, a mente está mais do que ocupada e cansada. É comum se conectar ao estresse do dia; Mas o que pode ser feito? A solução pode ser encontrada em técnicas de respiração.

A maioria só quer ter alguma paz e silêncio mental por alguns momentos, então porque não trabalhar com alguns "pranayamas", ou técnicas de respiração, que por milhares de anos ajudaram a equilibrar os dois hemisférios do cérebro, a modular a temperatura do corpo, para focalizar a mente em um único objeto como a respiração, fazendo com que você deixe de lado a torrente incessante de pensamentos que o atormentam sem parar.

Levará apenas 5 minutos, é claro, se você gostar, poderá aumentar gradualmente o tempo.

Pranayamas são técnicas antigas que possuem três elementos; puraka (inalação), rechaka (exalação) e kumbaka (retenção da respiração).

Em alguns pranayamas, apenas a inalação e a exalação são usadas; em outras, a retenção é incluída após a inalação (com ar nos pulmões) ou após a expiração (sem ar nos pulmões). Cada pranayama tem características específicas e benefícios diferentes.

Anuloma Viloma, essa é uma respiração que oxigena o organismo, ajuda a acalmar e ordenar a mente permitindo que ela seja mais focada de forma unipuntual, equilibre o sistema nervoso, equilibre o prana (energia vital), regula o fluxo respiratório que pode ser alterado pelo mal alimentos, poluição, uso de tabaco ou falta de exercício.

É normal que um dos buracos seja parcialmente bloqueado para que, quando o praticar, sinta menos fluxo de ar através do fosso.

Essa técnica ajuda a equilibrar o funcionamento dos hemisférios cerebrais direito (expressivo) e esquerdo (lógico), além de harmonizar a energia da fossa esquerda, que é refrigerante, e a da direita, que produz calor no corpo.

Prática

Sente-se numa posição confortável, pode estar no chão, numa almofada ou numa cadeira. A coluna deve estar reta e o pescoço e os ombros levemente relaxados.

Com o polegar direito, cubra a narina direita, expire todo o ar da esquerda, inspire pela esquerda, prenda a respiração por alguns segundos, cobrindo ambas as narinas e levando o queixo ligeiramente para o centro da garganta.

Mude de lado, agora cubra a narina esquerda com o dedinho e o aro e expire à direita, inspire à direita, segure e continue alternando a respiração. Você pode começar com pequenas retenções e 3 min de exercício, com a prática você pode prolongar suas retenções e aumentar o tempo para 5 ou mais minutos.

Pode haver tontura, nesse caso, inalar tranquilamente e continuar com sua respiração natural e espontânea, suspendendo o pranayama até que você se recupere.
 


Medicina Vídeo: a MELHOR e MAIS PRÁTICA MISTURA PARA MUFFIN (CUP CAKE) DO MUNDO - Será Que Isso Funciona? (Junho 2020).